Últimas Notícias

07
dez

Hospital Padre Albino vence a última prova social da gincana

O Hospital Padre Albino (Equipe Branca) foi o vencedor da quarta prova mensal obrigatória da I Gincana Socioeducativa da Solidariedade, promovida pela Fundação Padre Albino entre seus funcionários em comemoração aos 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva. A última prova social realizada pelas equipes entre os dias 01 a 29 de novembro arrecadou cerca de 6.180 produtos alimentícios não perecíveis e materiais de higiene e limpeza. O resultado final desta prova foi: Hospital Padre Albino – 2.346,5 itens – 13.262 pontos; AME Catanduva – 962 itens – 8.417 pontos; Hospital Emílio Carlos - 674 itens – 6.339 pontos; PAS – 864 itens - 4.721 pontos; UNIFIPA – 837 itens – 4.165 pontos; Recanto Monsenhor Albino - 417 itens – 2.539 pontos; Coordenadoria Geral – 88 itens – 292 pontos; Colégio Catanduva - 0 item e 0 ponto. O encerramento da gincana será no dia 15 de dezembro próximo, às 8h30, nas dependências do Complexo Esportivo Prof. Ivo Dall’Aglio da UNIFIPA, seguido de confraternização entre todos os funcionários da Fundação. Após essa prova, o ranking geral da gincana ficou assim: 1º - Hospital Padre Albino – 33.894,5 pontos 2º - Hospital Emílio Carlos – 20.469 pontos 3º - UNIFIPA – 17.628 pontos 4º - PAS – 16.704 pontos             5º - AME Catanduva – 10.447,6 pontos            6º - Recanto Monsenhor Albino – 7.048 pontos 7º - Coordenadoria Geral – 6.693 pontos 8º - Colégio Catanduva – 2.349 pontos  
06
dez

Biocelulose no tratamento de queimaduras é tema de pesquisa na UNIFIPA

A Liga de Curativos do curso de Enfermagem da UNIFIPA e as equipes médica e de enfermagem da UTQ (Unidade de Tratamento de Queimados) do Hospital Padre Albino tiveram estudos e conclusões médicas de casos clínicos de queimaduras na face publicados em site oficial da empresa "Nexfill: curativo de biocelulose". A publicação é fruto de parte dos resultados das atividades educacionais e de pesquisas desenvolvidas em parceria entre UNIFIPA-UNIARA-UNESP firmada no 2º semestre de 2018. No total, três casos ganharam destaques com seus excelentes resultados em métodos empregados no atendimento, tratamento e cura de queimaduras faciais de primeiro e segundo graus pela equipe hospitalar da Fundação Padre Albino, que foram estudados por alunos e professores do Centro Universitário Padre Albino/UNIFIPA. As pesquisas iniciaram-se em 2018 durante as atividades extensionistas daquela liga acadêmica, com apresentação das conclusões em diversos eventos científicos. Em uma das situações, o estudo envolveu uma criança do sexo feminino, com oito meses de idade, vítima de queimadura em face incluindo pálpebras, dorso nasal e linha do couro cabeludo por escaldadura (líquido superaquecido), totalizando 4% de superfície corporal queimada (SCQ), com profundidades variadas entre primeiro e segundo graus superficial e profundo. Após as avaliações das lesões, o corpo médico optou pelo uso da membrana de biocelulose como cobertura primária. A membrana de biocelulose - película composta de fibras de celulose com estrutura nanométrica provenientes da síntese bacteriana, com média de 0,05mm de espessura, apresentou efeito benéfico favorecendo o processo de cicatrização de lesões originadas por queimaduras, reduzindo o tempo de internação e das trocas de curativos com reflexo na redução da dor e na qualidade de vida da criança. Segundo a coordenadora do curso de Enfermagem da UNIFIPA, Profª Drª Maria Cláudia Parro, as pesquisas corroboraram no fornecimento de informações como base de comparação entre os métodos de tratamento existentes. “A membrana de biocelulose apresentou melhor custo-efetividade quando comparada a tradicionais métodos, justificado pela redução do tempo de internação e das trocas de curativos, com reflexo na redução da dor e na qualidade de vida da paciente”, explica. Os demais casos clínicos tiveram como foco de estudos o âmbito perceptível, qualitativo e financeiro com as pesquisas “Diagnósticos de enfermagem do domínio autopercepção em paciente com queimadura na face” e “Cobertura de biocelulose utilizada no tratamento de queimaduras – um estudo do custo-efetividade”. Foto: Integrantes da Liga de Curativos do curso de Enfermagem da UNIFIPA.        
06
dez

Prof. Valiatti preside o Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva

O Prof. Dr. Jorge Luís Valiatti, coordenador do curso de Medicina da UNIFIPA e médico responsável pelas UTIs dos hospitais Padre Albino e Emílio Carlos, participou, de 29 de novembro a 01 de dezembro, do XXIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, organizado pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira/AMIB. Juntamente com a Profª Flávia Machado, da UNIFESP, Dr. Valiatti foi presidente do Congresso e ainda participou das atividades científicas.              “Uma imensa honra e o reconhecimento da Associação de Medicina Intensiva Brasileira ao professor  coordenador do curso de Medicina do Centro Universitário Padre Albino e das UTIs dos hospitais-escola da Fundação Padre Albino. A UTI do Hospital Padre Albino formou mais de 35 médicos intensivistas dispersos por todo o país”, disse ele. Segundo o Prof. Valiatti “é  muito gratificante observar a influência da medicina intensiva nos alunos e residentes que por aqui passam”.             Durante o congresso foi lançado o livro de Terapia Intensiva Oncológica pela Editora Rubio, que tem a participação do Prof. Jorge Valiatti e Prof. Sérgio Baldisseroto, da PUC de Porto Alegre, no capítulo “Ventilação mecânica invasiva em pacientes oncológicos”. O evento, realizado na Transamérica Expo Center, em São Paulo, reuniu mais de 3.400 participantes, sendo 29 convidados internacionais e 249 convidados nacionais.             O Prof. Valiatti organizou e participou também do workshop de Ventilação Mecânica no pré-congresso, realizado na sede da Medtronic em São Paulo, foi palestrante na XXV Jornada de Medicina Intensiva do Hospital Albert Einstein com a palestra “Como posicionar os pacientes na SDRA?” e no último dia 02, após o congresso, foi um dos avaliadores da estação prática de ventilação mecânica na prova de título de Especialista da AMIB.  
05
dez

Fundação promove “Dia D” de combate a dengue

                    A Fundação Padre Albino realizou, no dia 30 de novembro, em parceria com a EMCAa (Equipe Municipal de Combate ao Aedes aegypti), mutirão de limpeza alusivo ao “Dia D” de combate a dengue. Colaboradores se concentraram defronte ao AME Catanduva para orientações e se dirigiram às unidades para um arrastão. Participaram o AME Catanduva, Hospital Emílio Carlos, Hospital Padre Albino e o Centro Universitário Padre Albino – UNIFIPA. Todos os locais de possível criadouro foram vistoriados.               Nos dias 26 e 28, alusivo à Semana Nacional de Combate a Dengue, foram realizadas nas unidades conscientizações para o combate por meio de orientação aos colaboradores, pacientes e acompanhantes.  
CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ALBINO - UNIFIPA