ENGENHARIA AGRONÔMICA UNIFIPA - INFRAESTRUTURA QUE GARANTE EMPREGABILIDADE

Mauro Assi quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

Engenharia Agronômica

Alunos farão estágio no Polo Regional Centro Norte - Pindorama 

            Área voltada para a formação de profissionais com conhecimento para tratar das tecnologias e processos ligados à produção agrícola e pecuária do país, o curso de Engenharia Agronômica da UNIFIPA estará com inscrições para o Vestibular Continuado. A novidade deste ano são as formas de ingresso que podem ser consultadas no edital em www.unifipa.com.br/site/vestibular

            Além da infraestrutura completa que a UNIFIPA oferece, o curso possui salas e laboratórios específicos para aprimorar o ensino, como Microscopia e Microbiologia, Parasitologia e Entomologia, Fitopatologia e Análises de sementes, laboratórios especializados para análise e pesquisas agronômicas e corpo docente com professores mestres e doutores.

            O coordenador do curso, Prof. Dr. João Paulo Ferreira, informa que os alunos participam de aulas práticas, extensões e eventos, monitorias, práticas de pesquisa e extensão agronômica, TCC, preparação para concursos e entrevistas de trabalho e, se necessário, acompanhamento psicopedagógico. Na área de Extensão, palestras em escolas, feiras e campanhas informativas, eventos técnicos científicos na área agronômica e em projetos ambientais e agricultura orgânica.

A Fundação Padre Albino, mantenedora da UNIFIPA, assinou com o Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento/APTA/Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, Acordo de Cooperação para desenvolvimento de atividades de estágio curricular, obrigatório e não remunerado, para os alunos regularmente matriculados no curso de Engenharia Agronômica. O acordo de cooperação oferece oportunidades de estágios obrigatórios, sem concessão de bolsa, junto aos Polos Regionais e as Unidades de Pesquisa e Desenvolvimento pertencentes ao Departamento de Descentralização do Desenvolvimento - DDD, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios - APTA visando o aperfeiçoamento técnico-científico e profissional, através de práticas afins com a natureza do curso e promover a integração Universidade e Instituição de Pesquisa.

            “Também a pesquisa está presente na graduação, através de parceria internacional com a Universidade de Aveiro, Portugal; Trabalho de Conclusão de Curso em formato de artigo para revista; publicações internacionais; edição de capítulos e livros”, frisa João Paulo. E acrescenta: “os alunos têm bolsa de fomento, participam de pesquisas em órgãos públicos estaduais e nacionais, através de parcerias, e estagiam em laboratórios da UNIFIPA, a partir do segundo semestre do primeiro ano, no Instituto Agronômico de Campinas/IAC, Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Catanduva/AFCRC, Usinas Colombo, COFCO, Raizen, São Domingos, Ruete, entre outras”.

            Os engenheiros agrônomos graduados têm oportunidade de inclusão no mercado de trabalho com empregabilidade em empresas agrícolas, lavouras de produção de culturas, usinas e empresas que buscam tecnologia no campo.

 

 

Galeria


Alunos do curso fizeram integração no Polo de Pindorama.